Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

Como a aprendizagem experiencial amplifica o ROI do treinamento

Por Dave Root em 21 de Dezembro de 2018

Segundo estudo realizado em 2016, os profissionais na América do Norte receberam quase 44 horas de treinamento no ano. Como essa média equivale a mais ou menos uma semana inteira de trabalho, é importante que as empresas percebam que os custos com treinamentos sejam justificados por uma mudança de comportamento duradoura. Os principais objetivos de qualquer treinamento corporativo são melhorar a performance e entregar resultados reais. Em outras palavras, é importante para as empresas maximizar o retorno sobre investimento (ROI) das iniciativas de treinamento. 

Apesar disso, muitos líderes ainda recorrem a treinamentos tradicionais na tentativa de alavancar a performance. Embora métodos como vídeos e palestras sejam familiares e viáveis, o conceito de curva do esquecimento demonstra que os treinamentos tradicionais podem levar apenas a resultados limitados, pois a maioria das informações é esquecida em questão de dias ou semanas. No fim, isso resulta em um baixo ROI (retorno sobre o investimento) do treinamento. Mesmo que o investimento inicial seja baixo, os resultados não compensam o uso do orçamento do seu treinamento. 

A aprendizagem experiencial é uma alternativa de alto impacto para treinamentos corporativos que engaja participantes de todos os níveis. Quem já conhece, sabe que a aprendizagem experiencial é diversão garantida, mas o objetivo das empresas é saber se esses esforços valeram o investimento. Relacionar o treinamento a temas relevantes no ambiente profissional ajuda as empresas a fazerem isso de forma mais orgânica. Para ilustrar como a aprendizagem experiencial é uma técnica de treinamento relevante e eficaz, considere como ela maximiza o ROI do treinamento de três formas muito específicas. 

1. A aprendizagem experiencial cria convicção  

A aprendizagem experiencial é uma maneira única de transmitir informações e gerar uma mudança de comportamento duradoura. Como os participantes aprendem fazendo na prática, as taxas de retenção de conhecimento são muito maiores. Quando o treinamento é colocado em prática em tempo real, ele cria mais engajamento e produz resultados melhores. A aprendizagem experiencial é naturalmente imersiva e visceral. Em comparação com métodos de treinamentos tradicionais, nos quais os participantes podem se desligar ou ignorar informações, os participantes de um exercício de treinamento experiencial se engajam completamente para ter sucesso. Eles podem usar seu próprio pensamento crítico e suas habilidades para solução de problemas durante toda a experiência a fim de conquistar os melhores resultados possíveis. 

Essas experiências imersivas compartilhadas criam a convicção necessária para uma mudança de comportamento de longo prazo. Ao associar as lições aprendidas em uma sessão de aprendizagem experiencial aos desafios da vida real enfrentados diariamente pelos participantes, é mais provável que eles apliquem esse novo conhecimento no trabalho, resultando em melhoria de performance. Além disso, esse nível profundo de engajamento gera uma retenção melhor dos novos conceitos.  

Faça download das Perguntas e Respostas frequentes sobre aprendizagem  experiencial »

2. A aprendizagem experiencial muda comportamentos 

A aprendizagem experiencial não acontece por acaso. Ela é elaborada para produzir aprendizados previsíveis e conduzir objetivos específicos. Esse treinamento pode incluir novos princípios, por exemplo: planejamento ou introdução de novas habilidades, tais como a condução eficaz de reuniões. Independentemente dos objetivos pretendidos, a aprendizagem experiencial é desenvolvida antes e incorporada na experiência para garantir relevância no mundo real. Em outras palavras, o treinamento experiencial é elaborado para realmente mudar comportamentos. 

A aprendizagem experiencial produz resultados no trabalho. Se os participantes não souberem quais são as expectativas, você não poderá decidir se eles tiveram sucesso ou não. As atividades de aprendizagem experiencial são elaboradas para produzir resultados com base nos comportamentos dos participantes e nas decisões tomadas por eles. Graças aos resultados previsíveis dos aprendizados, as empresas podem ficar confiantes de que todos os participantes sairão de uma sessão de aprendizagem experiencial com mais habilidades e uma convicção maior para sustentar a mudança comportamental. 

3. A aprendizagem experiencial replica situações do trabalho 

A aprendizagem experiencial combina os benefícios da diversão e das atividades engajadoras com valor agregado trazido por simulações mais literais. Esse tipo de aprendizado combina atividades complexas com cenários específicos para imitar desafios que os participantes encaram no trabalho. Entretanto, o principal diferencial por trás do treinamento experiencial é a criação de cenários que refletem situações comuns do trabalho, em vez de simplesmente simulá-los. Separar o treinamento da vida real possibilita que os participantes coloquem em prática as novas habilidades sem o medo de cometerem erros que causaria um impacto negativo no ambiente normal de trabalho. 

Essas atividades servem como uma metáfora para os desafios comuns que os participantes enfrentam no trabalho. Ao aplicar habilidades que os colaboradores usam no trabalho, o treinamento preenche lacunas entre teoria e prática. Depois de terminadas as atividades, um facilitador relaciona o que foi aprendido na experiência com situações de trabalho da vida real em uma discussão (debriefing) altamente engajadora, levando os participantes a entenderem como poderão aplicar essas novas habilidades. 

Tenha sempre em mente que a alta relevância da aprendizagem experiencial e o acompanhamento por meio da mensuração para avaliar a mudança de comportamentos ajudarão a empresa a maximizar o ROI do treinamento.

aprend

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!