Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

As 7 Pedras Fundamentais do Trabalho em Equipe

Por Ian Cornett em 26 de Julho de 2017

as-7-pedras-fundamentais-do-trabalho-em-equipeO que separa uma boa equipe de uma equipe disfuncional?

É comum falar sobre equipes de forma mais genérica. Sabemos que uma equipe deve ser coesa e que os membros da equipe devem se comunicar com eficácia, por exemplo. Entretanto, quais são os diferenciais que separam uma equipe de alto desempenho das restantes? Na Eagle's Flight, nós identificamos os sete principais diferenciais. Nós chamamos de sete pedras fundamentais do trabalho em equipe porque, se apenas uma dessas pedras fundamentais estiver faltando, toda a dinâmica da equipe pode ruir. Aqui estão os sete componentes necessários para cultivar e encorajar o trabalho em equipe.

1. Liderança

Por que a liderança é a primeira pedra fundamental do trabalho em equipe? Muitas vezes, as pessoas pensam em equipes como um grupo de pessoas trabalhando sem uma autoridade centralizada e compartilhando igualmente as responsabilidades e as decisões. Na verdade, essa não é a melhor forma de trabalho em equipe. Se você não apontar um líder, verá disputas por poder e conflitos entre as pessoas.

Definir quem será o líder da equipe não é apenas uma questão de evitar conflitos sobre quem está no comando. Um líder será responsável pelos resultados finais da equipe — o que incentiva a equipe como um todo a concluir o projeto.

2. Foco unânime em um objetivo comum

É fácil se perder no caminho quando trabalhamos em equipes, especialmente com grupos maiores. Quando os membros da equipe atuam em departamentos diferentes, eles podem ter ideias diferentes sobre quais são as prioridades. Por isso, é tão importante determinar qual é o objetivo geral no momento em que a equipe é formada — assim, sempre que o foco começar a ser desviado, o líder poderá redirecionar a equipe.

Faça download do guia “Desenvolvimento de equipes: conceitos básicos”

3. Subgrupos com papéis claramente definidos

Quando as equipes enfrentam grandes desafios, é sempre uma boa ideia dividir a equipe em subgrupos menores. O segredo para essa ação é definir com clareza quais serão os subgrupos, compreendendo que o objetivo de cada subgrupo contribui para o objetivo geral da equipe. Os subgrupos não são oportunidades para os membros da equipe desviarem do foco — eles devem estar extremamente focados em desempenhar seus papéis para ajudar os outros subgrupos a terem sucesso.

4. Recursos compartilhados

Você já esteve em uma equipe na qual as pessoas guardavam os recursos para si? Talvez um dos subgrupos tenha utilizado a maior parte do orçamento do projeto ou um membro fundamental da equipe tenha se omitido na hora de compartilhar informações importantes que poderiam ser úteis para a aceleração do projeto. Acumular recursos — sejam recursos materiais e ferramentas ou recursos "intangíveis" como ideias e informações — é uma marca registrada das equipes disfuncionais.

É por isso que o compartilhamento de recursos é uma das pedras fundamentais do trabalho em equipe. Alguns membros de equipes podem ter tendência a acumular recursos se perceberem que estão competindo com outras pessoas. Eles querem garantir que suas tarefas ou os objetivos específicos de seu grupo terão sucesso. Os membros da equipe devem perceber que a equipe terá mais chances de sucesso em conjunto se eles compartilharem — e essa ideia está diretamente ligada à importância de estabelecer um objetivo comum a todos.

5. Comunicação eficaz e frequente

Uma equipe não pode ter sucesso sem habilidades fortes de comunicação (é por isso que tantos treinamentos de teambuilding se concentram na comunicação), mas o que faz com que a comunicação seja "forte"? De acordo com as sete pedras fundamentais do trabalho em equipe, a comunicação deve ser ao mesmo tempo eficaz e frequente. "Eficaz" significa que não basta se comunicar de forma elegante, mas que a mensagem deve ser facilmente compreendida por todos os membros da equipe. Se um membro da equipe não conseguir repetir com suas próprias palavras aquilo que você acaba de dizer, então sua comunicação não foi eficaz.

Uma comunicação "frequente" serve para o líder verificar constantemente o progresso dos membros da equipe e reforçar a visão do projeto ou de um objetivo em comum, que pode se perder facilmente em meio às atividades diárias. Por exemplo: a comunicação frequente pode significar que todas as reuniões podem começar com os membros da equipe apresentando seus maiores desafios e progressos na jornada rumo ao objetivo em comum.

6. Esforço consistente, unido e entusiástico

Quando as equipes entendem os aspectos gerais do trabalho, o entusiasmo inicial em torno do projeto pode começar a desaparecer. As pessoas podem estar se atrasando para as reuniões, demorando para responder aos e-mails ou até mesmo tentando terminar alguma tarefa durante as reuniões! Manter o compromisso dos membros da equipe para estarem consistentes, unidos e entusiásticos quanto ao esforço ajudará a manter a empolgação mesmo em momentos mais difíceis. É importante ressaltar que os membros da equipe devem confiar uns nos outros e que, se uma pessoa começar a se afastar da equipe — mental ou fisicamente —, isso afetará a eficácia de outros membros da equipe na conclusão de suas tarefas. Manter esse entusiasmo não é uma tarefa apenas do líder da equipe. Parte da responsabilidade de estar em uma equipe é dar tudo de si o tempo todo.

7. Supressão periódica e temporária do ego

Essa pedra fundamental pode parecer complicada, mas o conceito é bem simples. Equipes de alta performance tendem a ser compostas por pessoas de alta performance. Qual é o problema? Pessoas de alta performance costumam ter mais problemas que a maioria para perceber que não são a pessoa mais inteligente do grupo. Sempre haverá discordância por parte de um ou outro membro da equipe quanto à direção da equipe como um todo. Quando isso acontecer, essa pessoa tem a obrigação de controlar seu ego em favor do objetivo principal da equipe. Embora o compartilhamento de ideias seja vital para o trabalho em equipe, saber a hora de ficar de boca fechada — caso o que tenha a dizer só seja útil para propósitos individualistas e egocêntricos — é tão importante quanto.

Quando todos em uma equipe se comprometem em manter todas as sete pedras fundamentais do trabalho em equipe, a equipe se torna muito mais forte, criativa e eficaz. De qual pedra fundamental (ou de quais pedras fundamentais) você mais sente falta em suas equipes?

Descubra os segredos para formar e liderar  equipes de alta performance. Faça o download do projeto.

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!