Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

6 provas de que os treinamentos experienciais superam os treinamentos tradicionais

Por Paul Goyette em 23 de Dezembro de 2016

 6-provas-de-que-os-treinamentos-experienciais-superam-os-treinamentos-tradicionais.pngNo ano de 2014, os colaboradores das empresas passaram, em média, 32,4 horas em sessões de treinamento. Esse número chega a ser quase uma semana inteira de trabalho dedicada a treinamento. Infelizmente, diversos estudos e estatísticas questionam a eficácia de todo esse treinamento. Segundo Art Kohn, especialista em ciência cognitiva, em uma semana, as pessoas já terão esquecido mais ou menos 90% do treinamento que receberam. Ele afirma que essa é a “sujeira debaixo do tapete” dos treinamentos corporativos. Sabemos que a maioria dos colaboradores não desenvolve o trabalho de acordo com o treinamento recebido. Muitas emprsas ainda confiam em métodos tradicionais de treinamento. Qual é a alternativa? Sessões de treinamento experiencial de alto impacto envolvendo participantes de todos os níveis.

Conheça seis motivos que fazem os treinamentos experienciais superarem os métodos tradicionais de treinamento em qualquer ocasião:

Assista ao vídeo: Compreenda e integre a aprendizagem experiencial em suas  iniciativas atuais »

1. Produção de resultados duradouros

Os seres humanos tendem a aprender na prática. Em outras palavras, a aprendizagem ocorre com mais facilidade quando é vivenciada e não simplesmente ensinada. Em um estudo recente, tomografias de estudantes passando por aulas práticas revelaram que as partes do cérebro ativadas durante a aprendizagem experiencial estão relacionadas a melhores desempenhos em testes e questionários posteriores. Com essa teoria em mente, os métodos de treinamento experiencial envolvem uma abordagem de treinamento “na prática”. Os participantes se envolvem de maneira ativa durante todo o treinamento, fator que aumenta drasticamente a probabilidade de internalizarem o conteúdo do treinamento e o aplicarem muito tempo após a sessão.

2. Possibilidade de customização

Os treinamentos experienciais funcionam tão bem porque conseguem replicar o ambiente de trabalho e a forma de interação entre as pessoas no cotidiano. Entretanto, cada ambiente de trabalho é diferente e cada empresa tem suas próprias metas. Essas diferenças são a oportunidade para os treinamentos experienciais se destacarem: a mesma experiência pode ser alterada e organizada com diferenças sutis para se adaptar à mensagem que sua empresa deseja transmitir de acordo com suas necessidades específicas.

3. Não dá sono nos participantes

Esse argumento pode ser um tanto óbvio, mas é uma falha constante dos métodos de treinamento: eles são simplesmente um tédio. A maioria dos métodos de treinamento trata os participantes como consumidores passivos do conteúdo, por meio de palestras e apresentações ou avaliações e publicação de material didático online. O nível de envolvimento das sessões de treinamento experiencial, por outro lado, estimula um ambiente mais empolgante e interativo. Pode parecer impossível fazer com que os participantes se empolguem com um treinamento corporativo, mas isso acontece de verdade quando utilizamos treinamentos experienciais.

4. Criação de um ambiente seguro para erros

Sim, os treinamentos experienciais simulam um ambiente real de trabalho, mas continua sendo apenas uma simulação. Esse ambiente simulado oferece um ambiente seguro que promove uma raríssima oportunidade para os participantes assumirem riscos e até mesmo cometerem erros, considerando que esses erros não terão consequências diretas no mundo real. Experimentar soluções e até mesmo falhar em conjunto com seus colegas durante uma sessão de treinamento experiencial pode trazer insights valiosos sobre o impacto de suas ações no desempenho geral da empresa.

5. Estímulo à criação de hábitos saudáveis

Você pode aprender quais são os princípios da boa comunicação, por exemplo, a partir de uma apresentação em PowerPoint. Entretanto, os treinamentos tradicionais não ajudarão a colocar em prática um estilo consciente e eficaz de comunicação. Os hábitos se formam apenas quando as pessoas se sentem motivadas a absorvê-los e os programas de aprendizagem experiencial podem gerar essa motivação. Por exemplo: as pessoas costumam estar motivadas a realizar determinadas tarefas apenas se puderem receber feedback imediato. Durante uma sessão de treinamento experiencial, você poderá dar feedback imediato e isso motivará os participantes a praticarem o novo hábito.

6. Fortalecimento das equipes

Você não precisa realizar atividades de teambuilding para fortalecer o entrosamento da equipe. Em treinamentos experienciais, o fortalecimento do vínculo entre os membros da equipe é um “efeito colateral” natural, apesar de ser muito desejável. Os treinamentos experienciais estimulam os participantes a “fazer” coisas juntos e não apenas “aprender” coisas juntos. As horas de interação em um ambiente seguro, colaborativo e divertido podem operar milagres na autoestima das equipes e aproximar as pessoas, especialmente se essas pessoas não tiverem a chance de trabalhar em conjunto no dia a dia.

Cada vez mais, os executivos e os departamentos de RH estão percebendo que alguns métodos de treinamento que já foram essenciais não trazem os resultados desejados. Quais são suas frustrações com os métodos tradicionais de treinamento?

segredos-de-treinamento-e-desenvolvimento-para-mudar-comportamentos

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!