Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

4 Ferramentas de Gestão da Mudança que Você Esqueceu

Por Sue Wigston em 16 de Dezembro de 2016

4-ferramentas-de-gestao-da-mudanca-que-voce-esqueceu.pngAs razões podem variar – fusões e aquisições, novas tecnologias ou novas oportunidades – mas os resultados são os mesmos. Fato consumado: mudanças acontecem. Isso acontece em todas as empresas, o tempo todo e mesmo assim 70% dos programas de transformação falham, geralmente devido à resistência dos colaboradores e à falta de apoio por parte da gestão.

Sabemos que mudanças não são fáceis, mas elas podem ser ainda mais difíceis se você for o líder encarregado de conduzir essa mudança de direção. Como se não bastasse você estar com as mãos no volante dessa transformação, você terá de lidar com questões e objeções de toda a empresa, confrontando essas questões e objeções durante a transformação do ambiente de trabalho.

Felizmente, você terá diversas ferramentas de gestão ao seu dispor. Acrescente essas ferramentas de gestão ao seu arsenal para usar enquanto sua empresa muda para melhor.

1. Avaliações de disponibilidade

Sua empresa está pronta para iniciar mudanças? Implementar e gerenciar mudanças são tarefas colossais. E quanto maior a complexidade da mudança proposta, mais importante é compreender o nível de disponibilidade de sua empresa. A avaliação da disponibilidade da empresa deve ser uma abordagem plural que envolva as pessoas de todos os níveis. Escolha uma (ou mais!) destas ferramentas para medir o quanto sua empresa está preparada para encarar uma mudança:

  • Focus groups: envolve entre cinco e sete pessoas de todos os níveis e funções; duração de aproximadamente 60 a 90 minutos. Essas sessões devem ser estruturadas de modo a estimular um diálogo aberto para coleta de informações e ideias.
  • Avaliações ou pesquisas: ferramentas que são utilizadas para determinar capacidade e recursos, mas podem também fornecer um panorama das atuais condições da empresa.
  • Discussões interativas: reúna um grande grupo de pessoas e dê uma chance para essas pessoas interagirem e compartilharem posicionamentos em pequenas sessões de discussão informal ou disponibilize grandes quadros brancos em toda a sala.

2. Liderança

Embora inicialmente a liderança possa ser vista como um atributo, ela é também uma ferramenta que as pessoas podem utilizar diariamente. No contexto de gestão da mudança, habilidades poderosas de liderança ajudarão:

  • Executivos a adotarem as melhores decisões para que todos contribuam de forma engajada para o sucesso da iniciativa e para a conquista de metas.
  • Gestores e Supervisores a se comunicarem com mais eficiência sobre os detalhes da mudança e suas expectativas em relação às equipes.
  • Colaboradores individuais a se tornarem membros accountable da equipe, pessoas focadas em relacionamentos e que apoiem as iniciativas de mudança.

Se sua equipe não estiver preparada para colocar esses comportamentos em prática, é hora de aprimorar as habilidades de liderança em posições estratégicas. Com programas focados de treinamento, todos os grupos podem contribuir de maneira positiva para a mudança organizacional.

Faça download do guia: Liderança na Transformação da Cultura

3. Comunicação

Todos podem ser beneficiados por uma comunicação fluida e frequente entre colaboradores e supervisores, chegando até os diretores responsáveis pela gestão da mudança organizacional. As formas para incentivar essa comunicação incluem:

  • E-mail: newsletters e mensagens coletivas direcionadas a grupos específicos.
  • Intranet: para publicação de comunicados e envio de pesquisas ou testes.
  • Reuniões virtuais: deixe as pessoas compartilharem ideias ou opiniões e colete feedback.
  • Aquecimento para convenções: estimule reuniões “cara a cara” e treine novas habilidades que serão úteis para as mudanças.
  • Apresentações PowerPoint: para introduzir o conceito da mudança, delinear os resultados esperados e expor as expectativas pós-mudança.

Não importa quais métodos pretende utilizar, você deve ser capaz de se comunicar de forma clara e eficiente com a equipe. Antes de iniciar o projeto da mudança:

  1. Defina exatamente quais ferramentas de tecnologia você utilizará na comunicação com os membros da equipe.
  2. Converse sobre essas ferramentas que serão utilizadas.
  3. Tenha um método para coletar toda a comunicação eletrônica.
  4. Agende reuniões semanais que possam ser adicionadas aos calendários de todos os membros da equipe.

Para os membros da equipe, quanto mais comunicação houver, melhor. Eles querem que você comunique as novidades a eles com frequência. Comunique os principais fatores com clareza, faça perguntas e responda às perguntas deles.

4. Mensuração

Qual a finalidade de encarar mudanças se elas não trouxerem consigo melhorias de procedimentos, processos e lucros? Processos e ferramentas de mensuração são fundamentais para o sucesso da mudança. Existem diversas formas de mensurar os efeitos da mudança, incluindo pesquisas e scorecards. A mensuração deve ser feita antes, durante e após a transição. É necessário definir os processos antes de iniciar as mudanças para ter um ponto de partida para comparação durante a mensuração. As informações coletadas podem ser interessantes: pode ser que essas novas condições sejam satisfatórias ou talvez você decida implantar outras mudanças. Nesse último caso, analise novamente essas ferramentas de gestão da mudança.

Sabemos que a mudança organizacional é sempre desafiadora, mas, com essas ferramentas à sua disposição, a transição será mais suave do que você poderia imaginar. Boa sorte!
guia-transformacao-da-cultura

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!