Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

3 melhores práticas de gestão da mudança

Por Sue Wigston em 21 de Dezembro de 2016

3-melhores-praticas-de-gestao-da-mudancaSusan Powter, autora que está na lista de best-sellers do New York Times, já afirmou: “Hábitos que levaram anos para serem construídos não serão alterados em um dia.” Essa afirmação é válida para qualquer tipo de mudança: padrões de alimentação, prática de exercícios, adoção de um novo sistema de software e, evidentemente, mudança de hábitos no ambiente de trabalho. Adotar mudanças duradouras nos negócios leva tempo, mas suas chances de sucesso serão maiores se você seguir certas diretrizes.

Sua empresa já emprega o conceito de melhores práticas em outras áreas. Portanto, faz sentido utilizar a mesma abordagem na gestão da mudança. Use as melhores práticas a seguir para ajudar a mudar os comportamentos em sua empresa:

1. Comunique-se o quanto antes

Quanto mais as pessoas estiverem preparadas para uma mudança, menos assustadora ela será. Embora talvez seja impossível evitar que ocorra algum nível de desconforto, se você mantiver uma comunicação eficaz antes de iniciar as mudanças, poderá aproveitar a oportunidade para gerar entusiasmo e combater quaisquer objeções que possam surgir. Uma comunicação eficaz logo no início pode também ajudar a criar convicção ao minimizar a ansiedade que certamente as pessoas enfrentarão ao saber que algumas mudanças estão prestes a acontecer.

Defina com clareza as informações a seguir para garantir que as pessoas estarão prontas para a mudança:

  •     Quais são os benefícios que a mudança trará para a empresa.
  •     Quando a mudança ocorrerá.
  •     Qual o motivo da mudança.
  •     Quais pessoas serão impactadas na empresa.
  •     Quais são os novos padrões de comportamento esperados.
  •     Quais são as atitudes esperadas de cada pessoa.
  •     Quem os colaboradores devem procurar quando tiverem dúvidas ou quiserem opinar.

Forneça a maior quantidade possível de detalhes, de forma organizada, para preparar o terreno para uma transição mais suave.

2. Comunique-se com frequência

A maioria das pessoas precisa ouvir ou ler uma nova informação diversas vezes antes de absorvê-la, especialmente se essa informação envolver a mudança de um comportamento que está enraizado há anos. Não espere ver resultados revolucionários após o envio de um e-mail abrangente ou após uma sessão de treinamento. A comunicação constante é essencial para a implementação de mudanças duradouras. Se você executar essa comunicação da maneira correta, poderá fazer da mudança um processo tranquilo devido à transmissão de informações por meio de pequenas ondas e não por um “tsunami”.

Algumas formas de comunicação frequente são:

  •     Atualizações semanais, quinzenais ou mensais, de acordo com o tipo e a duração da iniciativa.
  •     Eventos contínuos de treinamento com atividades de retenção nos intervalos.
  •     Reuniões colaborativas com sessões de perguntas e respostas para solucionar dúvidas dos colaboradores.

3. Comunique-se bem

A gestão da mudança é um processo que demanda não apenas a transmissão de informações, esperando que elas sejam absorvidas. A comunicação é uma via de mão dupla que inclui receber feedback e responder perguntas. Ao dar um tempo para as pessoas processarem as novas informações e fornecer atualizações constantes, você dará a elas a chance de absorver as mudanças que estão para acontecer e uma possibilidade de melhorar o processo.

Faça download do guia: Liderança na Transformação da Cultura

Utilize ferramentas de comunicação desenvolvidas para incentivar um diálogo aberto com possibilidade de feedbacks:

  •     Focus groups: forme grupos de 5 a 7 pessoas, de diferentes níveis hierárquicos e diferentes funções, para ouvir como elas se sentem a respeito das mudanças e dos novos processos.
  •     Pesquisas: dê oportunidades para as pessoas darem feedbacks sinceros por meio de pesquisas online. Elas podem compartilhar ideias ou sentimentos que não sejam tão fáceis de expressar de outra forma.
  •     Reuniões individuais: reserve tempo para conversar individualmente com as pessoas em ambiente informal para perguntar como elas se sentem a respeito do andamento das mudanças.

Quando as pessoas fazem perguntas, novos problemas podem ser trazidos à luz, dando a você a oportunidade de solucioná-los antes de implementar a mudança. Se não estiver pronto para ouvir feedbacks, perderá contribuições valiosas e reduzirá a probabilidade de adesão dos colaboradores à mudança.

Consegue ver uma tendência surgir aqui? A comunicação é a base da lista de melhores práticas de gestão da mudança. Comunique-se o quanto antes, com frequência e com qualidade.

 guia-transformacao-da-cultura

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!