Blog de Treinamento e Desenvolvimento Organizacionais

Like this blog?

Subscribe to get more articles.

3 estratégias de desenvolvimento para uma equipe disfuncional

Por Dave Root em 21 de Setembro de 2017

3-estrategias-de-desenvolvimento-para-uma-equipe-disfuncionalA receita para uma equipe de alta performance parece ser bem simples: uma pitada de criatividade, uma dose de cooperação e uma xícara de talento. Mesmo assim, muitas empresas têm de lidar com equipes que não atendem às expectativas. Se as equipes em sua empresa são mais disfuncionais do que produtivas, talvez vocês estejam enfrentando um dos problemas a seguir. Felizmente, há uma solução para cada um deles.

Problema no 1: As reuniões de equipes são eficazes, mas as pessoas não estão compartilhando ideias realmente inovadoras.

Solução: Incentive um pouquinho de caos.

Quando o assunto é a condução de reuniões, o apego excessivo ao "script" pode matar a criatividade. Pode até ser que os colaboradores estejam chegando e saindo rapidamente, mas essas reuniões se mostram uma perda de tempo se as pessoas não encontrarem soluções criativas para seus problemas.

Baixe o Guia definitivo para Desenvolvimento Organizacional »

Sugira ao líder da equipe uma atitude mais flexível, permitindo sair um pouco do foco da reunião. Um estudo realizado por pesquisadores da Carnegie Mellon demonstrou que muitas equipes de alta performance apresentavam uma característica incomum. Durante as reuniões, as pessoas interrompiam umas às outras, falavam ao mesmo tempo e saíam do foco. Embora esse cenário possa parecer pouco eficiente para uma reunião, é esse ambiente que encoraja as pessoas a contribuírem. Esse foi o diferencial que fazia essas equipes produzirem mais que as outras. Um ambiente mais informal incentiva o compartilhamento e as experiências, fazendo com que a voz do líder seja apenas mais uma entre as outras. Quando todos contribuem, o resultado é maior que a mera soma das partes.

Problema no 2: Sua equipe é composta por alguns dos maiores talentos da empresa, mas não gera os melhores resultados.

Solução: Preocupe-se menos com quais são as pessoas que formam suas equipes e coloque o foco em como as equipes são conduzidas.

Um estudo revolucionário realizado pelo Google revelou algo surpreendente sobre as equipes. O sucesso de uma equipe é mais determinado por suas regras internas – ex.: as normas de conduta (não escritas) do grupo – do que por quais são as pessoas que compõem a equipe. Se as suas equipes estiverem enfrentando dificuldades para produzir aquilo que se espera delas, isso pode ser sinal de ausência da norma mais importante para esses grupos: segurança psicológica.

O Google descobriu que as equipes têm mais chances de sucesso quando todos os membros se sentem seguros para compartilhar ideias sem o risco de serem ridicularizados ou dispensados. Por isso, grupos unidos e calorosos que são compostos por pessoas "medianas" costumam apresentar mais ideias criativas do que um grupo composto apenas por pessoas de alta performance. Na verdade, uma equipe composta unicamente por pessoas de alta performance pode ter dificuldades para instaurar um ambiente de segurança psicológica justamente porque essas pessoas estão sempre em destaque. Elas são tão acostumadas a estarem certas o tempo todo que podem acabar – de forma intencional ou não – rejeitando ideias de outras pessoas.

Felizmente, a solução para falta de segurança psicológica em uma equipe é bem simples: estimular as pessoas a conhecerem umas às outras como pessoas reais, e não apenas como colegas de trabalho. Separe um tempo para conversarem antes de iniciar uma reunião, reconheça as conquistas dos membros da equipe e organize alguns eventos de happy-hour. É difícil simplesmente rejeitar ideias de pessoas com as quais você tem uma conexão. Você não se sentirá ameaçado por um profissional de alta performance se conseguir enxergar essa pessoa além de seu trabalho.

Problema no 3: Sua equipe apresenta ideias, mas elas não saem do papel.

Solução: Defina quem será o líder da equipe e dos subgrupos da equipe.

Muitas empresas têm dificuldades para entender as equipes: acredita-se que as equipes devem evitar hierarquia e, por isso, não é necessário apontar um líder. Porém, esse conceito representa um desastre para a produtividade da equipe.

Os líderes de equipes mantêm o senso de responsabilidade dos membros da equipe, atuam como "líderes de torcida" que estimulam o grupo e simplificam o processo de tomada de decisões. Sem a "palavra final" de um líder, as equipes podem perder semanas debatendo como prosseguir com um projeto. Debates são saudáveis, mas alguma hora será necessário tomar uma decisão.

Lembre-se: quando você estiver trabalhando com uma equipe maior que foi dividida em subgrupos, esses grupos menores também devem ter a figura de um líder. Além da função de liderança descrita acima, o líder de um subgrupo atua como "braço direito" do líder do grupo principal. Assim, as linhas de comunicação entre a equipe e os subgrupos sempre estarão abertas, o que resultará em maior eficiência — e ninguém terá de "brincar de telefone sem fio" com informações importantes.

Quais são os outros problemas que atrapalham suas equipes?

desenvolvimento-de-equipes

Lorem Ipsum

more information

Get Your Guide

0 Comentários Seja o primeiro a comentar!